Miastenia grave. Artigo 3


Diagnóstico

Para diagnosticar a sua condição, o seu médico irá rever os seus sintomas e o seu historial médico e realizar um exame físico. O seu médico pode realizar vários testes, incluindo:

Exame neurológico

O seu médico pode verificar a sua saúde neurológica testando o seu:

  • Reflexos
  • Força muscular
  • Tônus muscular
  • Sentidos de toque e visão
  • Coordenação
  • Equilibrar

O sinal chave que aponta para a possibilidade de miastenia gravis é a fraqueza muscular que melhora com o repouso. Testes para ajudar a confirmar o diagnóstico podem incluir:

Teste de edrofónio

A injeção do cloreto de edrofônio químico (Tensilon) pode resultar em uma melhora súbita, embora temporária, na força muscular. Esta é uma indicação de que você pode ter miastenia gravis.

O cloreto de edrofônio bloqueia uma enzima que decompõe a acetilcolina, a substância química que transmite sinais das terminações nervosas para os locais receptores dos músculos.

Teste do bloco de gelo

Se você tem uma pálpebra caída, seu médico pode realizar um teste de gelo. Nesse teste, o médico coloca uma bolsa cheia de gelo na pálpebra. Após dois minutos, o médico remove a bolsa e analisa a pálpebra caída em busca de sinais de melhora. Os médicos podem realizar este teste em vez do teste edrofônio.

Análise de sangue

Um exame de sangue pode revelar a presença de anticorpos anormais que perturbam os locais receptores onde os impulsos nervosos sinalizam para os músculos se movimentarem.

Estimulação nervosa repetitiva

Neste estudo de condução nervosa, os médicos conectam eletrodos à sua pele sobre os músculos a serem testados. Os médicos enviam pequenos pulsos de eletricidade pelos eletrodos para medir a capacidade do nervo de enviar um sinal ao músculo.

Para diagnosticar a miastenia grave, os médicos testarão o nervo muitas vezes para ver se sua capacidade de enviar sinais piora com a fadiga.

Eletromiografia de fibra única (EMG)

A eletromiografia (EMG) mede a atividade elétrica que circula entre o cérebro e o músculo. Envolve a inserção de um eletrodo de fio fino através de sua pele e em um músculo para testar uma única fibra muscular.

Imagens digitalizadas

Seu médico pode pedir uma tomografia computadorizada ou uma ressonância magnética para verificar se há um tumor ou outra anormalidade em seu timo.

Testes de função pulmonar

Seu médico pode realizar testes de função pulmonar para avaliar se sua condição está afetando sua respiração.

Tratamento

Os médicos usam uma variedade de tratamentos, sozinhos ou em combinação, para aliviar os sintomas da miastenia gravis.

Medicamentos

  • Inibidores da colinesterase. Medicamentos como a piridostigmina (Mestinon) aumentam a comunicação entre os nervos e os músculos. Esses medicamentos não curam a condição subjacente, mas podem melhorar a contração muscular e a força muscular.

    Possíveis efeitos colaterais podem incluir desconforto gastrointestinal, náusea e salivação excessiva e sudorese.

  • Corticosteróides Os corticosteróides, como a prednisona, inibem o sistema imunológico, limitando a produção de anticorpos.

    O uso prolongado de corticosteróides, no entanto, pode levar a sérios efeitos colaterais, como afinamento ósseo, ganho de peso, diabetes e aumento do risco de algumas infecções.

  • Imunossupressores O seu médico também pode prescrever outros medicamentos que alterem o seu sistema imunitário, tais como azatioprina (Imuran), micofenolato de mofetil (CellCept), ciclosporina (Sandimmune, Neoral), metotrexato (Trexall) ou tacrolimus (Prograf).

    Os efeitos colaterais dos imunossupressores podem ser graves e podem incluir náuseas, vômitos, desconforto gastrointestinal, aumento do risco de infecção, danos ao fígado e danos nos rins.

Terapia Intravenosa

  • Plasmaférese (plaz-muh-fuh-REE-sis). Este procedimento usa um processo de filtragem semelhante à diálise. Seu sangue é encaminhado através de uma máquina que remove os anticorpos que bloqueiam a transmissão de sinais das terminações nervosas para os locais receptores dos músculos. No entanto, os efeitos benéficos geralmente duram apenas algumas semanas.

    Após repetidos tratamentos, pode ser difícil para os médicos obter acesso à sua veia. Eles podem precisar implantar um tubo longo e flexível (cateter) em seu peito para realizar o procedimento.

    Outros riscos associados à plasmaférese incluem queda da pressão arterial, sangramento, problemas no ritmo cardíaco ou cãibras musculares. Algumas pessoas também podem desenvolver uma reação alérgica às soluções usadas para substituir o plasma.

  • Imunoglobulina intravenosa (IVIg). Esta terapia fornece seu corpo com anticorpos normais, o que altera a resposta do sistema imunológico.

    IVIg tem um risco menor de efeitos colaterais do que plasmaférese e terapia imunossupressora. No entanto, pode levar cerca de uma semana para começar a funcionar, e os benefícios geralmente duram não mais do que três a seis semanas.

    Os efeitos colaterais, que geralmente são leves, podem incluir calafrios, tonturas, dores de cabeça e retenção de líquidos.

  • Anticorpo monoclonal. Rituximab (Rituxan) é uma medicação intravenosa que é usada em alguns casos de miastenia gravis. Esta droga esgota certos glóbulos brancos, alterando o sistema imunológico e melhorando a miastenia gravis.

    O rituximabe é geralmente administrado em infusões em um centro de infusão ou feito em um hospital em regime ambulatorial. Repetir infusões são frequentemente feitas ao longo de algumas semanas. Ocasionalmente, as infusões são repetidas meses depois.

Cirurgia

Cerca de 15 por cento das pessoas com miastenia gravis têm um tumor no timo, uma glândula sob o esterno que está envolvida com o sistema imunológico. Se você tem um tumor, chamado timoma, os médicos farão uma cirurgia para remover o timo (timectomia).

Se você não tem um tumor no timo, a cirurgia para remover o timo pode melhorar os sintomas da miastenia gravis. Pode eliminar seus sintomas e você pode parar de tomar medicamentos para sua condição.No entanto, você pode não notar os benefícios de uma timectomia por vários anos, se de todo.

Uma timectomia pode ser realizada como uma cirurgia aberta ou como uma cirurgia minimamente invasiva.

Em uma cirurgia aberta, seu cirurgião divide o osso do peito central (esterno) para abrir o tórax e remover o timo.

Cirurgiões podem realizar cirurgias minimamente invasivas para remover o timo, que usa incisões menores. A timectomia minimamente invasiva pode incluir:

  • Timectomia assistida por vídeo. Em uma forma dessa cirurgia, os cirurgiões fazem uma pequena incisão no pescoço e usam uma câmera longa e fina (videoendoscópio) e pequenos instrumentos para visualizar e remover o timo através do pescoço.

    Alternativamente, os cirurgiões podem fazer algumas pequenas incisões no lado do seu peito. Os médicos usam um escopo de vídeo e pequenos instrumentos para conduzir o procedimento e remover o timo através dessas incisões.

  • Timectomia assistida por robô. Em uma timectomia assistida por robô, os cirurgiões fazem várias pequenas incisões no lado do peito. Os cirurgiões conduzem o procedimento para remover o timo usando um sistema robótico, que inclui um braço de câmera e braços mecânicos.

Os benefícios desses procedimentos podem incluir menos perda de sangue, menos dor, menores taxas de mortalidade e menor tempo de internação em comparação com a cirurgia aberta.

Seu médico determinará qual tratamento pode ser mais adequado para você com base em vários fatores, incluindo:

  • Sua idade
  • Severidade da sua condição
  • Localização dos músculos afetados
  • Outras condições médicas existentes

Estilo de vida e remédios caseiros

Completar o seu atendimento médico com essas abordagens pode ajudá-lo a aproveitar ao máximo sua energia e lidar com os sintomas da miastenia gravis:

  • Ajuste sua rotina alimentar. Tente comer quando tiver boa força muscular. Tome seu tempo mastigando sua comida e faça uma pausa entre mordidas de comida. Pequenas refeições ingeridas várias vezes ao dia podem ser mais fáceis de manusear. Além disso, tente comer principalmente alimentos moles e evite alimentos que exijam mais mastigação, como frutas ou vegetais crus.
  • Use precauções de segurança em casa. Instale barras de apoio ou corrimãos em locais onde você possa precisar de apoio, como próximo à banheira ou próximo a degraus. Mantenha o piso limpo e retire os tapetes soltos de áreas onde você possa andar. Fora da sua casa, mantenha caminhos, calçadas e calçadas limpas de folhas, neve e outros detritos em potencial que poderiam fazer com que você tropeçasse.
  • Use eletrodomésticos e ferramentas elétricas. Você pode perder energia rapidamente ao realizar tarefas. Tente usar uma escova de dentes elétrica, abridores elétricos de latas e outras ferramentas elétricas para realizar tarefas quando possível.
  • Use um tapa-olho. Considere usar um tapa-olho se você tiver visão dupla, pois isso pode ajudar a aliviar o problema. Tente usar o tapa-olho enquanto você escreve, lê ou assiste televisão. Periodicamente mude o tapa-olho para o outro olho para ajudar a reduzir a fadiga ocular.
  • Plano. Se você tem tarefas, compras ou recados, planeje a atividade para coincidir com a hora em que você tem mais energia. Além disso, tente reduzir a caminhada extra em sua casa ao trabalhar em projetos, pois isso pode reduzir sua energia.

Coping e suporte

Para pessoas com miastenia grave e seus familiares, o enfrentamento da doença pode ser difícil.

Se você tem miastenia grave, encontre maneiras de relaxar. O estresse pode piorar sua condição.

Além disso, peça ajuda nas tarefas, se precisar. Sua família e amigos podem ajudá-lo com tarefas difíceis.

Se você é um membro da família de alguém com miastenia gravis, tente compreender as emoções do seu ente querido à medida que ele se ajusta à condição. Leia sobre miastenia gravis e aprenda sobre o que seu familiar está vivenciando.

Você e seus familiares podem se beneficiar da participação em um grupo de apoio. Um grupo de apoio pode oferecer um lugar para você conhecer pessoas que entendem o que você e seus familiares estão passando.

Preparando-se para sua consulta

É provável que você comece primeiro vendo seu médico de família ou um clínico geral. Você provavelmente será encaminhado para um médico treinado em condições do sistema nervoso (neurologista) para uma avaliação mais aprofundada.

Porque muitas vezes há muito o que falar na sua consulta, é uma boa ideia estar bem preparado para a sua consulta. Aqui estão algumas informações para ajudá-lo a se preparar para sua consulta e o que esperar do seu médico.

O que você pode fazer

Para aproveitar ao máximo seu compromisso, tome medidas para se preparar, incluindo:

  • Anote todos os sintomas que você está experimentando incluindo qualquer um que possa parecer não relacionado ao motivo pelo qual você agendou o compromisso.
  • Traga uma lista de todos os medicamentos, vitaminas ou suplementos que você está tomando.
  • Anote as perguntas a fazer seu médico.

Seu tempo com seu médico é limitado, portanto, preparar uma lista de perguntas com antecedência ajudará você a aproveitar ao máximo seu tempo juntos. Liste suas perguntas do mais importante para o menos importante, caso o tempo acabe. Para miastenia gravis, algumas perguntas básicas a serem feitas ao seu médico incluem:

  • O que provavelmente está causando meus sintomas?
  • Além da causa mais provável, quais são outras possíveis causas para meus sintomas?
  • Que tipos de testes eu preciso?
  • Qual é o curso de ação mais apropriado?
  • Quais são as alternativas para a abordagem primária que você está sugerindo?
  • Eu tenho essas outras condições de saúde. Como posso administrá-los melhor juntos?
  • Há alguma restrição que eu precise seguir?
  • Há folhetos ou outros materiais impressos que eu possa levar para casa? Quais sites você recomenda visitar?

Além das perguntas que você preparou para perguntar ao seu médico, não hesite em fazer perguntas durante sua consulta a qualquer momento que você não entender alguma coisa.

O que esperar do seu médico

Seu médico provavelmente fará várias perguntas. Estar pronto para respondê-las pode reservar tempo para ultrapassar quaisquer pontos em que você queira passar mais tempo. Seu médico pode perguntar:

  • Quando você começou a sentir sintomas?
  • Seus sintomas foram contínuos ou ocasionais?
  • Quão severos são seus sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece melhorar seus sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece piorar seus sintomas?