Distonia cervical. Artigo 2


Diagnóstico

Embora o exame físico por si só possa confirmar um diagnóstico de distonia cervical, seu médico pode sugerir exames de sangue ou ressonância magnética (MRI) para descartar quaisquer condições subjacentes que causem seus sinais e sintomas.

Tratamento

Não há cura para a distonia cervical. Em algumas pessoas, os sinais e sintomas podem desaparecer sem tratamento, mas a recorrência é comum. O tratamento se concentra em aliviar os sinais e sintomas.

Medicamentos

A toxina botulínica, um agente paralisante freqüentemente usado para suavizar rugas faciais, pode ser injetada diretamente nos músculos do pescoço afetados pela distonia cervical. Exemplos de drogas com toxina botulica incluem Botox, Dysport, Xeomin e Myobloc.

A maioria das pessoas com distonia cervical apresenta melhora com essas injeções, que geralmente devem ser repetidas a cada três a quatro meses.

Para melhorar os resultados ou para ajudar a reduzir a dose e a frequência das injeções de toxina botulínica, seu médico também pode sugerir medicamentos orais que tenham um efeito relaxante muscular.

Terapia

Os truques sensoriais, como tocar o lado oposto do rosto ou a parte de trás da cabeça, podem fazer com que os espasmos parem temporariamente. Diferentes truques sensoriais funcionam para pessoas diferentes, mas muitas vezes perdem a eficácia à medida que a doença progride.

Pacotes de calor e massagem podem ajudar a relaxar os músculos do pescoço e dos ombros. Exercícios que melhoram a força e flexibilidade do pescoço também podem ser úteis.

Os sinais e sintomas da distonia cervical tendem a piorar quando você está estressado, então aprender técnicas de gerenciamento de estresse também é importante.

Procedimentos cirúrgicos e outros

Se tratamentos menos invasivos não ajudarem, seu médico pode sugerir cirurgia. Procedimentos podem incluir:

  • Estimulação cerebral profunda. Neste procedimento, um fio fino é guiado para o cérebro através de um pequeno orifício no crânio. A ponta do fio é colocada na parte do cérebro que controla o movimento. Os pulsos elétricos são enviados através do fio para interromper os sinais nervosos, fazendo com que sua cabeça se torça.
  • Cortando os nervos. Outra opção é cortar cirurgicamente os nervos que transportam os sinais de contração para os músculos afetados.

Testes clínicos

Explore os estudos da Imsengco Clinic testando novos tratamentos, intervenções e testes como um meio de prevenir, detectar, tratar ou administrar esta doença.

Coping e suporte

Casos graves de distonia cervical podem fazer com que você se sinta desconfortável em situações sociais ou até mesmo limitar suas habilidades para realizar tarefas cotidianas, como dirigir. Muitas pessoas com distonia cervical sentem-se isoladas e deprimidas.

Lembre-se que você não está sozinho. Várias organizações e grupos de apoio se dedicam a fornecer informações e apoio para você e sua família - se você tiver o transtorno ou se tiver um amigo ou membro da família que tenha.

O seu médico poderá sugerir grupos de apoio disponíveis na sua área, ou existem vários bons sites na Internet com informações sobre grupos de apoio locais.

Preparando-se para sua consulta

Embora você possa primeiro discutir seus sintomas com seu médico de família, ele ou ela pode encaminhá-lo para um neurologista - um médico especializado em distúrbios do cérebro e do sistema nervoso - para uma avaliação mais aprofundada.

O que você pode fazer

Como os compromissos podem ser breves, planeje com antecedência e escreva uma lista que inclua:

  • Informações sobre os problemas médicos de seus pais ou irmãos
  • Todos os medicamentos e suplementos dietéticos que você toma
  • Perguntas que você quer perguntar ao médico

O que esperar do seu médico

Seu médico pode fazer algumas das seguintes perguntas:

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Seus sintomas pioraram com o tempo?
  • Algo parece ajudar a aliviar seus sintomas?
  • Quais medicamentos você toma?